Sobre

Bolhas da Vida

A minha viagem sempre foi cheia de aventuras.
Encontrei mares de dificuldades cheias de ondas.
E quanto maiores eram as ondas maiores as dificuldades e nem por isso desisti. A minha força de vontade era como o iceberg. E por não desistir, tornei-me numa pessoa que pode olhar para o reflexo com a cabeça erguida. Ainda tenho muito que percorrer, o caminho é longo, mas a minha perna é longa.
Nesta viagem que era tão meu, pude conhecer muitas pessoas, formar laços de amigos, conhecer lugares que só podia imaginar nos sonhos. Nesse laço de amizade que nos faz ver que uma luta não se vence sozinho, o que tornou a minha aventura, mais divertida e rica. E com isso aprendi que o caminho não se faz sozinho, somos mais felizes quando aprendemos a compartilhar; compartilhar a nossa felicidade e a nossa dor é isso que nos faz humanos
.

Aqui viajaremos um pouco pelas letras cruzadas, pelas bolhas da vida;
Aqui compartilharei momentos.